Sábado, 10 de Fevereiro de 2007

Programa da lista B

O programa da lista B assenta em três pilares:

1. Democracia e Participação

2. Direitos e serviço público, oposição às políticas da OPA

3. Para uma nova situação, unidade e renovação

Este programa representa a nossa proposta de diálogo, ele terá tanto mais força quanto aquela que for expressa na votação.

 

 

DEMOCRACIA E

PARTICIPAÇÃO

 

1. No manifesto da nossa candidatura, declarámos que não sabemos tudo, que queremos ouvir os trabalhadores e trabalhadoras e com todos e todas queremos construir soluções novas, democráticas;

2. Temos a humildade de assumir que poderemos ter propostas erradas ou menos certas, que este programa é incompleto . por isso queremos a crítica de todos. Assim, apresentamos um programa aberto que já incorpora sugestões, dos trabalhadores, que até nós chegaram;

3. Olhamos os que estão no local de trabalho, todos os dias ao nosso lado, como actores e construtores de opinião colectiva, por isso apresentamos um programa para pensar. Para que cada pessoa pense pela sua própria cabeça, e não para consumir acriticamente;

4. Estamos prontos a aprender e a mudar . mas isso faz-se com mais democracia e não com decisões previamente decididas;

5. Propomo-vos cidadania; não vos propomos que sejais sujeitos passivos, meros espectadores que levantam um braço num plenário qualquer. Assim, proporemos novos estatutos, mais democráticos, para a Comissão de Trabalhadores;

6. Propomo-vos renovação nas respostas, nas pessoas e nas atitudes – estão esvaziados de caminhos os que sempre sabem tudo e são sempre os mesmos protagonistas de tudo;

7. Procuramos o debate plural em torno de propostas diferentes . não alinhamos na guerra entre grupos;

8. Procuramos a unidade em torno de uma só bandeira, a dos trabalhadores, não o unanimismo ou uma qualquer frente de proclamação;

9. O que fizermos tentará ser contigo. Vivemos um momento delicado, o futuro é incerto, tu contas!

10. Entendemos que está na hora de acabarem as divisões entre estruturas dos trabalhadores. Proporemos uma mesa de diálogo capaz de estabelecer pontes de comunicação e construção de caminhos comuns;

11. Para uma comunicação moderna e mais democrática, informações da CT, de problemas nos locais de trabalho, assuntos relevantes, documentação e dossiers de interesse, estabelecimento de uma ponte de comunicação com acesso de todos em tempo real criaremos um blog ou um site da CT Nacional.

 

DIREITOS E SERVIÇO PÚBLICO

OPOSIÇÃO ÀS POLÍTICAS DA OPA

 

1. Somos por um serviço público de telecomunicações assegurado por uma empresa pública que controle a chamada rede de cobre. Isso pode ser assegurado pelo controlo maioritário e estatal da PTC. As empresas utilizadoras da rede pagarão .portagem. de utilização da rede;

2. Opomo-nos à OPA, pelo seu único objectivo especulador, em que a Sonae compra a PT com o dinheiro da própria PT, com o que deixa de pagar ao Estado, com o que se segue de destruição e desmembramento da empresa na especulação financeira;

3. Opomo-nos à OPA pelo que acrescenta ao esvaziamento nos nossos direitos, na saúde, na instabilidade dos postos de trabalho, no acrescento ao buraco do fundo de pensões, na incerteza quanto ao futuro e à estabilidade laboral; pelo desrespeito dos direitos dos trabalhadores em que Belmiro de Azevedo é exemplar nas suas empresas;

4. Opomo-nos às políticas anti-sociais deste governo e achamos que a OPA só avançou porque - antecipadamente - José Sócrates garantiu os objectivos de Belmiro de Azevedo;

5. Opomo-nos ao caminho seguido pela administração da PT, que antecipou a política Belmiro, provocando instabilidade e preocupação nos trabalhadores, delapidando remunerações, abonos, subsídios e comparticipações na saúde, dificultando carreiras. A administração rapa as migalhas aos trabalhadores para acrescentar ao banquete dos accionistas;

6. Opomo-nos a este clima de trabalho, criado pela administração da PT, que provoca

saturação nos trabalhadores e incerteza quanto ao futuro;

7. Em condições penalizadoras e instabilidade para futuro dos trabalhadores opomo-nos à redução de efectivos;

8. Opomo-nos a esta política da administração de dividir os trabalhadores activos dos outros, de dividir trabalhadores entre si usando prémios e outras discriminações, usando políticas salariais miserabilistas enquanto anuncia resultados fabulosos.

 

PARA NOVA SITUAÇÃO

UNIDADE E RENOVAÇÃO

 

 

1. A situação pós OPA, com ou sem domínio SONAE, será sempre uma situação nova, o que requer renovação de respostas, de atitudes e até pessoas. A todos os sindicatos e a todos os trabalhadores, em todos os locais de trabalho, proporemos e lançaremos um processo participativo e democrático de construção de um novo caderno reivindicativo nacional.

Parece-nos positivo que esse caderno reivindicativo poderá conter, entre outros aspectos que os trabalhadores entendam:

2. Resposta unificada quanto a salários e direitos em sede de ACS;

3. Carreiras, ao encontro das expectativas dos trabalhadores e tendo em atenção a evolução tecnológica;

4. Redução do horário de trabalho, contendo a possibilidade desta se traduzir em mais dias de férias ou em menos dias de trabalho semanal ou mensal;

5. Garantia de manutenção dos direitos dos trabalhadores suspensos e melhoria das actuais condições do contrato de suspensão e pré-reforma;

6. Garantia de sustentabilidade e provisão do fundo de pensões;

7. Garantia de evolução nas condições de higiene e segurança;

8. Formação profissional para garantir aos trabalhadores a sua evolução profissional;

9. Diminuição da subcontratatação e do recurso aos empreiteiros, criando condições para a passagem a trabalhadores efectivos na PTC os trabalhadores precários que exercem essas funções de subcontratação;

10. Com os trabalhadores fazer uma análise muito cuidada às consequências do fraccionamento do grupo PT.

 

Reforçamos a importância da participação dos trabalhadores. Só ela permite a renovação de ideias e forças capazes de melhor responder ao momento delicado que nos é imposto actualmente.

“Uma só bandeira, a dos trabalhadores”

VOTA LISTA B

publicado por umasobandeira às 23:23
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. FINALMENTE TOMÁMOS POSSE

. Administrações da PT e SO...

. primeiros resultados

. O que achas?...

. Acordo de Empresa negativ...

. Administração duplica rem...

. E na PT vai ser assim?

. Que diz Sócrates?

. Programa da lista B

. ENTÃO E PARA OS SALÁRIOS?

.arquivos

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.subscrever feeds