Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2007

Acordo de Empresa negativo

Deste acordo tomamos as seguintes notas: 1. Foi acordado sem a audição e a opinião da maioria dos trabalhadores. 2. É lançado um isco (progressão ao nível seguinte dos trabalhadores colocados, há pelo menos 7 anos, nos níveis de nomeação) para apanhar o peixe (a introdução do mérito[?!] nas progressões e promoções da carreira). Este acordo poderá colocar a progressão, as carreiras, o desempenho de funções e a polivalência na arbitrariedade e na injustiça. 3. É dado um chouriço (o prémio de 300 euros) para a Administração ficar com o porco (um aumento salarial baixo, no melhor momento para exigir um aumento mais alto – o momento em que a PT apresenta os maiores lucros). Os prémios não podem tapar o direito aos salários. E a discriminação salarial continua. 4. A actual CT não consegue o papel, a força ou a "autoridade" política/sindical necessária para conseguir uma liderança que retire espaço ao surgimento destes acordos negativos. A experiência da CT da Autoeuropa faz a nossa referência e proposta.

Apoiamos as concentrações 22 de Fevereiro e 2 de Março.

A lista B apoia todas as acções em defesa dos trabalhadores da PT. Estaremos presentes na iniciativa junto à residência oficial do Primeiro-ministro no dia 22 de Fevereiro, apesar de não termos ilusões na pré-decisão de José Sócrates, é positivo pressioná-lo. Apoiamos também a iniciativa a realizar em frente à Assembleia Geral de Accionistas no dia 2 de Março, junto à antiga FIL, pela razão de que é significativo e simbólico que, no momento decisório, os trabalhadores mostrem uma atitude própria. Após as eleições à CT, colocaremos em prática de uma mesa de diálogo liderada pela futura Comissão de Trabalhadores. Apoiamos também a manifestação convocada pela CGTP para 2 de Março e apelamos à participação.

Connosco haverá mais democracia

Naturalmente discordamos da interpretação que a CT/Comissão Eleitoral faz dos estatutos da própria CT. Não vale a pena chover no molhado, os trabalhadores dos Açores dirão de sua justiça. Mas têm razão numa coisa, enganámo-nos no nº do artigo não é 328 mas sim 340 da Lei de Regulamentação do Código de Trabalho (Eleição da comissão e das subcomissões de trabalhadores - Regras gerais da eleição) e diz no seu ponto 2: 2 - O acto eleitoral é convocado com ampla publicidade e menção expressa do dia, local, horário e objecto, devendo ser remetida simultaneamente cópia da convocatória ao órgão de gestão da empresa.

Pela Lista B, Albertina Matias (cabeça de lista)

publicado por umasobandeira às 15:56
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. FINALMENTE TOMÁMOS POSSE

. Administrações da PT e SO...

. primeiros resultados

. O que achas?...

. Acordo de Empresa negativ...

. Administração duplica rem...

. E na PT vai ser assim?

. Que diz Sócrates?

. Programa da lista B

. ENTÃO E PARA OS SALÁRIOS?

.arquivos

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.subscrever feeds